Entenda como utilizar a Calculadora do Cidadão do Banco Central

Com essa ferramenta gratuita, cidadãos podem simular diversas operações financeiras, como investimentos, empréstimos, prestações e financiamentos

A Calculadora do Cidadão é uma aplicação de acesso público do Banco Central que auxilia os cidadãos, por meio de cálculos que simulam situações financeiras cotidianas.

Simulações permitidas

Com a ferramenta, são permitidas as seguintes operações: aplicação com depósitos regulares, financiamento com prestações fixas, valor futuro de um capital e correção de valores. Mas como eles funcionam?

1. Aplicação com depósitos regulares

Nessa operação, você pode calcular o valor final de uma aplicação com depósitos regulares, com taxa de juros, ao final do número de meses da sua escolha.

Para essa operação, é necessário inserir o número de meses, taxa de juros mensal, valor do depósito regular. A partir disso, a calculadora vai determinar qual valor será obtido ao final

2. Financiamento com prestações fixas

Essa modalidade calcula o valor financiado, a partir de pagamentos mensais do mesmo valor, em um número de meses. Nesse caso, são considerados juros compostos e capitalização mensal.

Para calcular o valor financiado, a calculadora precisa número de meses, taxa de juros mensal e valor da prestação.

3. Valor futuro de um capital

Esse calcula projeta o valor atual no futuro, ao final de um determinado número de meses, considerando a taxa de juros.

Para isso, estão envolvidas três informações: o número de meses, taxa de juros mensal e o capital atual.

4. Correção de valores

Nesta opção, é possível atualizar valores de acordo com índices financeiros, como a poupança, a taxa Selic, o CDI e a taxa referencial.

Como acessar?

O serviço pode ser acessado por qualquer pessoa no site do Banco Central ou pelo aplicativo disponível para Android, IOS ou Windows Phone.